home
 
notícias
cpr
car
irc
  Rali da Turquia Excitantemente duro regresso ao passado
   

Passados poucos minutos sobre a vitória de Ott Tanak e da Toyota, no regressado Rali da Turquia, já as redes sociais  estavam em ebulição, por um lado louvando o feito do estónio, e fazendo já deste o novo super candidato ao titulo, bem como louvando a equipa nipónica, que assumiu como este resultado a liderança do mundial de marcas, por outro lado discutindo se um rali como este Rali da Turquia teria lugar no mundial de ralis ou no mundial de todo o terreno, tal a dureza que apresentou.

A verdade é que foi um prova dura, basta ver a imagens que nos foram sendo apresentadas durante toda semana, em que as pedras superavam largamente os m2 de terra lisa.  Tão dura que apenas 6 dos 12 WRC de última geração presentes no rali cumpriram a totalidade do percurso, algo completamente díspar do que se vinha passando nas provas anteriores.  Por tudo isto muitas vozes se levantaram contra este rali, que não devia estar no mundial, que não era isto que um rali do WRC deveria ser.   E porque não? ... Por que não devemos ter ralis em que a dureza seja de facto um fator decisivo, em que o saber gerir seja mais importante do que o andar fundo, em que a incerteza de mantenha de sexta a domingo e a prova não morra no sábado de manha. Porque é que os ralis de terra do WRC tem que ser feitos em auto estradas de terra ?!?! muitas delas em melhores condições que as estradas de asfalto que conduzem as equipas ao inicio de cada um destes troços. Não temos nós portugueses a memória da “terrível” passagem pelos troços do Alto Minho, que nos anos 80 e 90 muitos sonhos cortaram a diversos pilotos?  Não eram essas as especiais excessivamente duras, não era S. Lourenço da Montaria o “valha-me Deus”, o “fim do mundo”?  Mas eram, e são, locais de culto , especiais que marcaram e marcam  a história do mundial de ralis, pelo menos foi assim  até 2018

O Rali da Turquia foi um doce regresso ao passado, foi viver a incerteza a cada especial, sabendo que aqui e ali a dureza pode de fato ter sido excessiva, mas sem nunca estar para lá do limite.   Posto isto não restam quaisquer dúvidas, pelo menos para nós, sobre o futuro do Rali da Turquia no WRC, podemos repetir?  E se possível em doses superiores, venha de lá o Rali Safari !!!!!

 


 

Rali da Turquia Excitantemente duro regresso ao passado

 

Andreas Mikkelsen | Andar o mais depressa possível

 

Hayden Paddon | Não há razão para não ser competitivo

 

Thierry Neuville | Terminar no pódio

 

Craig Breen | Aprender

 

Kris Meeke | Vencer e evoluir

 

Hayden Paddon | Nunca desistir

 

Dani Sordo | Dar tudo

 

Thierry Neuville | Recuperar terreno

 

Ponte de Lima volta a ver o Rally de Portugal

 
® RALI FÓRUM | 2011 | geral@raliforum.net | Design: Elisabete Afonso