home
 
notícias
cpr
car
irc
  A nova era chegou, que comece o WRC 2017
   

A nova era do WRC chega já dia 19 de Janeiro, e as expectativas são enormes. Apesar do abandono da equipa campeã do mundo, a Volkswagen, o WRC 2017 tem tudo para ser o mais bem-sucedido dos últimos anos.

Caiu como uma bomba no final de 2016 a notícia do abandono da Volkswagen do WRC. Na sequência do escândalo das emissões, o grupo germânico decidiu terminar de forma abrupta a sua participação do WRC, isto apesar de ter o novo Polo WRC pronto a  correr, e provavelmente pronto a vencer.

Depois do anunciado e concretizado regresso da Toyota, do renovado comprometimento da Citroen, Hyundai e M-Sport, a notícia do abandono da Volkswagen fez pairar algumas nuvens negras sobre a temporada que agora arranca.  Nada mais falso, os novos WRC estão aí e prometem muita diversão a quem se deslocar às especiais durante a época.




O abandono da equipa germânica acabou por trazer para o mundial um fator de incerteza que há 13 anos não se via, primeiro os 9 anos de domínio da Citroen e de Loeb e posteriormente os 4 anos de domínio da Volkswagen e de Ogier. Com Ogier, Latvala e Mikkelsen a ficarem subitamente desempregados o mercado de pilotos  teve que mexer, com sobretudo a M-sport e a Toyota a quererem garantir o tetra campeão do mundo. Acabou por ser Malcom Wilson a convencer o francês e terá assim no seu Ford Fiesta WRC o alvo a bater.  Com Ogier empregado, a Toyota virou-se para Latvala e acrescentou assim rapidez e experiência à sua equipa, que nos primeiros ralis contará com Latvala e Haninnen aos comandos  do Toyota Yaris WRC, podendo a partir do Rally de Portugal ter um terceiro carro para Lappi. Já Ogier terá ao seu lado Tanak, que assim regressa para uma terceira hipótese com a M-Sport e Evans que vê à última da hora o seu programa confirmado com o apoio da DMack. Pelos lados da Hyundai não há mexidas nos pilotos, com Neuville, Sordo e Paddon a assumirem os comandos do i20 WRC. Regressada a tempo inteiro ao WRC a Citroen promete apostar tudo no titulo mundial, que lhe foge há 4 anos. Com Meeke como ponta de lança a equipa francesa conta ainda com Breen, que em Monte Carlo estará ainda aos comandos do DS3 WRC,  e Lefevre que como Meeke  tripulará o novíssimo C3 WRC. Serão portanto 10 os WRC de nova geração presentes em Monte Carlo.


Não há memória de um começo de temporada com dados tão baralhados como esta, embora se possa pensar que tanto Hyundai como Citroen partem em ligeira vantagem, pois não tiveram excessivas mexidas. Por outro lado Ogier parece apostado num quinto titulo desta vez aos comandos de um Ford Fiesta WRC, que ao que tudo indica é um carro muito bem nascido. Da parte da Toyota não se espera para já qualquer brilharete estando a equipa numa fase de aprendizagem e desenvolvimento, embora em Monte Carlo tudo seja de esperar.



Tudo para descobrir a partir de dia 19 de Janeiro, num ano em que para os fãs será possível acompanhar transmissões via RedBull TV sem custos associados.

 

Fotos: Hyundai Motorsport

Citroen Racing

M-Sport

Toyota Gazoo


 

Craig Breen | Aprender

 

Kris Meeke | Vencer e evoluir

 

Hayden Paddon | Nunca desistir

 

Dani Sordo | Dar tudo

 

Thierry Neuville | Recuperar terreno

 

Ponte de Lima volta a ver o Rally de Portugal

 

As expetativas da Toyota no regresso ao WRC

 

A nova era chegou, que comece o WRC 2017

 

Kevin Abbring | Entrar no ritmo

 

Seb Ogier | Dar o meu melhor

 
® RALI FÓRUM | 2011 | geral@raliforum.net | Design: Elisabete Afonso